Notícias

Excesso de peso influencia negativamente rendimento escolar

11-01-2016

Nunca é demais recordar que o excesso de peso e a má alimentação das crianças também contribui de forma negativa para o seu desempenho escolar. O bem estar no dia a dia é essencial para viver de forma plena e ter a mente descansada para absorver a imensidão de coisas novas que aprendemos.

Os resultados de um estudo desenvolvido pela Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, revelou, que a aptidão cardiorrespiratória e o peso corporal têm um efeito dependente e sinérgico no rendimento escolar nas disciplinas de Português, Matemática, Ciências da Natureza e Inglês em alunos do sétimo ano de escolaridade.

Paralelamente, alerta para a necessidade de criar mais atividades de exercício físico durante o horário escolar, por forma a aumentar a aptidão cardiorrespiratória e prevenir o excesso de peso dos alunos.

São dados que realçam aquilo que há muito se sabe sobre a necessidade de manter uma alimentação e hidratação adequadas.

Cabe aos pais tentar manter esse controlo através da educação e sensibilização dos seus filhos sobre a necessidade de estarem atentos aos sinais. As atividades físicas, em especial ao ar livre, são cruciais para um crescimento saudável. A sensação de felicidade que estas atividades transmitem são, também elas, um catalisador para uma vida mais equilibrada.
Atualmente, as crianças em idade escolar estão cada vez mais ocupadas com atividades de estudo, no interior das salas de aula e, em casa, com uma carga de trabalhos em excesso, que acabam por produzir resultados negativos. Quer ao nível da aprendizagem, quer físico.

Especialistas têm vindo a público exigir mais tempo livre para as crianças e este estudo, desenvolvido pela FMH, reforça estes alertas.

Fonte: